INTRODUÇÃO

O mapa Terra Brasis de Catástrofes Naturais Brasileiras (2010 a 2014) foi confeccionado com base em informações disponibilizadas ao público pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, à qual somos imensamente gratos. Os dados apresentados refletem a ocorrência em municípios brasileiros que enfrentaram Situação de Emergência e/ou Estado de Calamidade Pública entre os anos de 2010 e 2014.

Para reconhecimento federal, desastre é o resultado de eventos adversos, naturais ou provocados pelo homem sobre um cenário vulnerável, causando grave perturbação ao funcionamento de uma comunidade ou sociedade, envolvendo extensivas perdas e danos humanos, materiais, econômicos ou ambientais, que excede a sua capacidade de lidar com o problema usando meios próprios. O reconhecimento federal de Situação de Emergência ou do Estado de Calamidade Pública se dá por meio de portaria, mediante requerimento do Poder Executivo do Município, do Estado ou do Distrito Federal afetado pelo desastre, obedecido os critérios estabelecidos na Instrução Normativa MI nº 001, de 24 de agosto de 2012.

Dividimos geograficamente os eventos por mesorregião. A mesorregião é uma subdivisão dos estados brasileiros criada pelo IBGE, que congrega diversos municípios de uma área geográfica com similaridades econômicas e sociais.

RESUMO OCORRÊNCIA DE EVENTOS

Para a confecção do nosso mapa de catástrofes naturais, concatenamos os eventos mencionados anteriormente conforme descrição abaixo.

Classificação Terra Brasis Lista de eventos (Classificação Defesa Civil) Ocorrência de eventos
Estiagens e secas
Estiagem; Seca
8.789
Inundações e alagamento
Alagamento; Inundação; Inundação Litorânia; Enchente (inundação gradual); Enxurradas (inundação brusca); Chuvas intensas
3.635
Vendavais e/ou ciclones
Vendaval; Vendaval extremamente intenso; Vendaval muito intenso; Tornado
399
Granizo
Granizo
178
Erosões
Erosão Fluvial; Erosão Laminar; Erosão Linear; Erosão Marinha
87
Deslizamentos
Deslizamento
78
Incêndios Florestais
Incêndio florestal
26
Geada
Geada
12
Total de eventos no período de: 2010 a 2014: 13.204

DEFINIÇÕES DE EVENTOS

Seguimos, principalmente, a definição disponível no Anuário Brasileiro de Desastres Naturais (2011), desenvolvido pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), órgão vinculado à Secretaria Nacional de Defesa Civil (SEDEC), do Ministério da Integração Nacional. Além disso, utilizamos outras fontes de pesquisa, buscando o melhor aproveitamento e entendimento dos tipos de desastres.

Deslizamentos
Os movimentos de massa, também conhecidos como deslizamentos, são processos que envolvem a movimentação de materiais os quais cobrem as encostas ou vertentes, tais como solos, rochas e vegetação.
Erosões
A erosão é um processo de desagregação e remoção de partículas do solo ou de fragmentos e partículas de rochas pela ação combinada da gravidade com a água, vento, gelo e/ou organismos (plantas e animais).
Estiagens e secas
Os eventos de seca e estiagem se caracterizam por períodos prolongados de baixa ou ausência de chuvas durante tempo suficiente, em uma determinada região, para que a falta de precipitação provoque grave desequilíbrio hidrológico.
Inundações e alagamento
Esse desastre é resultado da combinação de precipitações intensas com a superação da capacidade de escoamento de sistemas de drenagem urbana, gerando consequentemente acúmulo de água em vias, edificações e outras infraestruturas urbanas, predominante nas macrorregiões Sul e Sudeste do Brasil.
Vendavais e/ou ciclones
Vendaval trata-se de forte deslocamento de uma massa de ar em uma região, estando ligado a diferenças nos valores de pressão atmosférica. Os vendavais normalmente são decorrência de uma tempestade e, por isso, podem estar acompanhados de chuvas intensas e até de queda de granizo.
Granizo
Granizo é a forma de precipitação que consiste na queda de pedaços irregulares de gelo, os quais, geralmente, medem entre 5mm e 15mm.
Geada
Formação de uma camada de cristais de gelo na superfície ou na folhagem exposta. Quando a temperatura do ar de uma região cai abaixo do ponto de congelamento da água (0° C), pode ocorrer uma geada, pois o vapor de água existente no ar, ao cair da noite, se transforma em cristais de gelo.
Incêndios Florestais
Um incêndio florestal ocorre, como o próprio nome já diz, em florestas. Ou seja, locais onde a concentração de potenciais combustíveis é muito grande, o que contribui para a sua maior gravidade. Os incêndios florestais diferem das queimadas pela amplitude do estrago causado.